segunda-feira, 5 de março de 2012

CAMINHOS



CAMINHOS


Entre idas e vindas...
  Entre encontros e desencontros...
    Entre verdades e mentiras...
          Caminho...!



 Diante das decisões que tomei...
   Diante das escolhas que fiz...
     Diante dos rumos que trilhei, sempre houve no meio do caminho, pedras...
               Quem as colocou?


Muitos se adiantam e semeiam falsas verdades e fazendo de seus atos, sua ética, e de suas omissões, sua moral, espalham pedras no meio do caminho: Querem construir suas estórias, tendo como pano de fundo, a minha história...


 Diante da leniência de outros que comigo caminharam, não posso com eles seguir: “É preciso coragem para dar passos errados quando se tem um norte...”

Diante das decisões que tomei...
   Diante das escolhas que fiz...
     Diante dos rumos que trilhei, sempre houve no meio do caminho, pedras...
               Quem as colocou?


Embora não falem, as pedras ensinam que os amigos se tornam poucos, como os dedos da mão, e infelizmente, ao término da caminhada, me faço mais seletivo ainda.
Diante dos problemas que surgiram, descobri que matar um leão por dia foi fácil, difícil foi o conviver com serpentes...

Entre idas e vindas
  Entre risos e prantos...
    Entre decepções e encantos...
          Caminho...!


Já afirmaram outrora que só os amigos traem, e que os inimigos apenas causam decepções, mas diante do que tenho visto e ouvido ao longo do caminhar, não quero ser cético, mas não existe amizade, e sim, relações a serem definidas...



Entre idas e vindas
  Entre risos e prantos...
    Entre decepções e encantos...
          Caminho...!

E parafraseando Fernando Pessoa, hoje recolho pedras, não para construir castelos, mas minha fortaleza-solidão, pois com tantos obstáculos...
O melhor é caminhar sozinho... !!


11 comentários:

Marlú disse...

Entre idas e vindas
Entre risos e prantos...
Entre decepções e encantos...
Caminho...!

*Gostei do que li..parabéns!

O importante é não parar nunca.

Anônimo disse...

Parabéns

Anônimo disse...

Meu caro Amigo Coronel Alves! não se entristessa com pedras que surgirá em sua caminhada! pois as mesma poderá lhe servir como enssinamentos para o seu dia a dia!! O Sr é um homem sábio! e saberá distinguilas! Além do mais é temente a Deus, sendo assim terá muita gente do seu nivél caminhado ao seu lado. receba o abs do Poeta: Jose de Arimateia

Abildi Lima disse...

Algumas amizades não duram nada, mas um verdadeiro amigo é mais chegado que um irmão.Provérbios do sábio Salomão Cap.18 Ver.24.(BÍBLIA SAGRADA).Continue matando um Leão a cada dia e pisando a cabeça das serpente, o nosso senhor e salvador JESUS CRISTO está contigo sempre e sempre.

Anônimo disse...

Uma verdade inexorável e que precisamos aprender com Deus: "Hoje recolho pedras, não para construir castelos, mas minha fortaleza-solidão, pois com tantos obstáculos.
O melhor é caminhar sozinho'. Não há como negar a presença da solidão nas grandes conquistas e nos grandes feitos. Dele, surge o mundo. E os céus retumbantes e colericos.

lena disse...

O que acabei de ler agora simplesmente é a realidade dessa vida maluca..ontem mesmo ainda disse sobre isso..AMIGOS...nao sabemos mais quem sao nossos amigos...e diante disso é melhor mesmo que caminhemos sozinhos...SOLIDAO?!!...nao penso assim...estando longe desses AMIGOS evitaremos muito sofrimentos e decepçoes...

Lucílio Macedo. disse...

Quantos caminhos temos que trilhar até aonde pensamos ser o correto meu amigo? Parabéns pela coragem, acho o ato de escrever sobre qualquer coisa uma espécie de desafio. EU que tinha apenas as pedras de Drumont, hoje posso dizer sobre as de um Coronel. Um ser pensante que sofre e também é feliz! Estou esperando os próximos textos. Gostei mesmo.

José Torres disse...

Coronel,

é bom ler isso e ver que tem disposição de sobra para desempenhar seu papel importante na segurança de nosso povo. Com certeza as pedras não serão dificuldades para todos aqueles que tem coragem de enfrentar e sempre focando na vitória dia-a-dia.

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog meu amigo. Belas palavras e sempre motivantes.

waltherwad.blogspot.com disse...

Cel. Alves,sera um prazer ter o Sr.como amigo no Blog,como iniciante,tenho muito que aprender,um abraço,que a PAZ de Deus,esteja sempre convosco.

Eliane Freitas disse...

É sinonimo de sensatez esperar o pior dos outros,até pq o ser humando é cheio de falhas, as vezes falhas terríveis, mas eu não consegui ser assim, ao menos ainda não... infelizmente sempre espero mais do que devia. E então a decepção é maior ainda... Adorei o texto, um tanto lúgubre, mas passa uma mensagem positiva.