domingo, 22 de janeiro de 2012

MOSAICO


MOSAICO


    Tic- Tac!
                 Tic-Tac!
                              Tic...
De lá prá cá...
                      De cá prá lá...
                                           O tempo passa ante minhas omissões...

                                          Assim como o pêndulo do relógio, entre pá e redes, vislumbro manchetes de jornais e TVs: Retrato do Cotidiano:
                                             Falcatruas;
                                                Omissões;
                                                   Medo;
                                                       Exclusão social
                     Mosaico de injustiças, pintado dia a dia pela obra prima da construção social:o homem!

                              Diante desse quadro, pululam em minha mente interrogações,  que gritam por respostas...
Por que tantos semeiam e tão poucos colhem?
Por que tantos clamam que lhes ensinem o rabiscar do próprio nome e não existe eco?
            
Onde estão as vozes que gritam por Justiça?
Antigona, por Ela clamou, junto a Creonte..

Prorrompem os sofistas que a Justiça só se efetiva em sociedade, mas onde estará o “zoon politikon”?
Mais um ponto cinzento, perdido no mosaico do cotidiano!       

                  As pedras  gritarão?
Diante desse mosaico de imagens e questionamentos, espelho e reflexo do que sou, causa-me espanto e horror as injustiças que por certo hei de cometer.

De lá prá cá...
                       De cá prá lá,
                                          Segue o pêndulo  seu  interminável curso! 
                              Entre   sentimentos e lágrimas,   
                                            Resta-me apenas os gritos do meu  prório   silêncio.
                                                   O tempo passou...

                                                                              Minha letargia não!
                                       Tac!

7 comentários:

Edno Paula Ribeiro disse...

Muito bom!
Façamos nossa parte.

Kenya disse...

Muito bom realmente. Se cada um fizer sua parte podemos mudar o mundo.

OPoltico disse...

A mobilização é necessária. Seja em cobranças ou até mesmo arregaçando das mangas.
Cremos que a luta se faz com desejo de melhorar tudo que pode ser melhorado.
E não pode ser diferente.
Quanto ao texto: PERFEITO.
Tic, tac, tic, tac........ acabou a bateria do relógio.

arimateia e valnice disse...

Para mim é uma honra ser seguidor de um blog criado por uma pessoa fantastica e inteligente que é o Sr!! O mundo hoje precisa de pessoas que realmente pense como o Sr pensa. mudar o mundo para melhor, onde todos tenham o direito de ir e vir!! Receba o abraço do Poeta: Jose de Arimateia.

Oficina de Leitura disse...

Ao ler esse texto vem a minha cabeça
E ai? o que estamos fazendo?

Anônimo disse...

Para que se mude algo é imprescindível que o agente se prontifique a mudar a si próprio se preciso o for.
Não consigo conceber mudanças sem renuncia e sacrifício de quem se propõe a realizar tais alterações.
Jamais conseguiremos mudar o mundo se não mudarmos o nosso próprio "mundo"

SD RODRIGUES disse...

Certa feita em uma audiência pública realizada na sede do (MP),
O Drº Abdon presidente da quela casa, proferiu em sua fala uma frase que com certeza todos que se faziam presente, deveriam ter observado, na qual dizia o seguinte: "Se quisermos mudar o mundo, primeiro devemos mudar nos mesmos". Diante de tal colocação cabe a cada indivíduo analisar a sí mesmo de forma interna em relação ao externo.